Dor na mama durante a amamentação

Muitas mães cessam a amamentação mais cedo do que o recomendado devido a dor e desconfortos que sentem diariamente. Compreendemos que ter dor na mama durante a amamentação pode deixá-la com medo da próxima sessão, e por isso compilámos um guia com as causas mais comuns para dor no mamilo.

O reflexo da descida do leite

É uma sensação normal – poderá sentir dor nos seus peitos causada pelas células musculares espremerem leite durante a amamentação. A sensação pode ser suave, parecida com formigueiro, ou pode ser uma forte pressão. Com o passar do tempo irá habituar-se a essas sensações até que parem de a incomodar.

Mamilos doridos

A razão mais comum para mamilos doridos é o bebé não mamar corretamente. Isto faz com que o bebé consiga roer e mastigar o mamilo em vez de mamar de forma apropriada, o que resulta em pequenas fissuras e escoriações na pele sensível do mamilo. Este tipo de problemas podem ser bastante dolorosos, por isso aconselhamos que em primeiro lugar, encontre uma posição em que o seu bebé mame corretamente no mamilo todo, e parte do peito tambem deve estar dentro da sua boca. O mamilo deve estar posicionado perto da parte de trás da boca do bebé para que o leite vá diretamente para a sua garganta. Incline ligeiramente a cabeça do bebé e pressione o seu queixo ao peito, mantenha o nariz longe do peito para que o bebé possa respirar sem dificuldades. Ponha o seu braço por baixo dos ombros do bebé para que a cabeça possa estar inclinada ligeiramente para trás. Mantenha o seu bebé bastante junto de si. Com estas indicações, experimente diferentes posições e encontre a que melhor se adapta aos dois – pode tentar sentar-se numa cadeira inclinada, deitando-se com o seu bebé próximo de si ou sentar-se com o seu bebé deitado numa almofada à sua frente. Se os mamilos já estiverem gretados, aplique uma compressa que irá acelerar o processo de cura. Pode também proteger os seus mamilos entre mamadas, aplicando um bálsamo – assegure-se que é seguro para o seu bebé, para que possa não ter que limpar antes de dar de mamar.

Infeção fúngica

Uma infeção fúngica que se desenvolve nos seus mamilos e na boca do seu bebé, pode por vezes entrar nos ductos do leite e causar dor. Este problema requer um tratamento adequado prescrito por um médico.

Ingurgitamento

Este problema acontece frequentemente nos primeiros dias após o seu bebé nascer, ou se não der de mamar as vezes necessárias (ex: viajar, esquecer de retirar o leite, ou saltar uma sessão de amamentação). Isto faz com que os seus peitos fiquem cheios de leite, aumentem, quentes ao toque e doridos. Se tem um recém-nascido, não se preocupe, este problema irá desaparecer assim que estabelecer um plano de rotina de amamentação. Se viaja ou tem um horário ocupado, considere em retirar o leite com uma bomba para evitar o ingurgitamento.

Mastite

Se verificar que possui vermelhidão, inchaço, dor e formigueiro numa parte do seu peito, e algumas vezes acompanhado de febre e dores no corpo, provavelmente terá mastite – uma inflamação do peito causada por uma infeção. As causas de mastite são maioritariamente devido a uma má técnica de amamentação que faz com que o leite fique preso no peito. Outras causas são: um ducto entupido que faz com que o leite volte para trás e provoca infeções; e bactérias que entram no peito através de uma falha ou greta na pele do mamilo ou através da abertura do ducto de leite. Pode amamentar o seu bebé independentemente da inflamação, mas deve consultar o seu médico para receber tratamento apropriado.